Fiz essa ilustração para a promoção de uma fonte tipográfica que criei. Em breve posto a peça completa junto com a fonte. O motivo desse post é outro.


Hoje estava eu voltando do trabalho. Em plena Rótula do Abacaxi, o ponto estava lotado. Ainda estavam claros os vestígios da chuva que caíra durante a tarde toda. Algumas gotas ainda insistiam em cair, refrescavam a pele cansada de muitos que voltavam de sua labuta diária. O ônibus chegou, e como de costume estava cheio. Entrei e me dirigi até o fundo. Apesar das cadeiras estarem ocupadas estava vazio, não tinha ninguém em pé lá.

Nas ultimas 5 cadeiras estavam uma mulher, um garoto de uns 10 anos de idade, um senhor, e um casal. Quando eu estava tirando a mochila das costas para me encostar ao vidro, a mulher colocou a criança no colo e o senhor ocupou o lugar da criança, deixando uma cadeira vazia para mim. Sentei e agradeci aos três pela gentileza. O senhor balançou a cabeça como sinal de positivo, a criança lançou sobre mim um olhar curioso, daqueles que só as crianças sabem lançar, e a senhora falou:

- Quem agradece sou eu, um dia eu estava voltando da praia com ele (a criança) e você me ajudou, estou retribuindo.

Com um sorriso no rosto agradeci novamente e fiquei pensando no que ela tinha acabado de falar. Fiquei feliz com a gratidão daquela senhora. E naquela hora eu só pensava uma única coisa:

"Fazer o BEM sempre é a solução".

10 comentários:

Larissa Santiago disse...

ahhhh busus dão boas histórias....
mas fiquei impressionada com a gentileza!!!
retribuiçao!

RODRIGO disse...

De arrepiar!
As boas ações têm que fazer parte do nosso cotidiano. Adoro falar dessas ações de cidadania, pois acredito que esta é a base, junto com a educação, para construirmos uma sociedade mais justa.
Acesse: www.politinia.blogspot.com

Vivian Barbosa disse...

busus sempre me renderam boas histórias e boas idéias
lindo, lindo!

jam_ disse...

Muito lindo, a figura transmite muito bem o acontecimento, vemos muitas coisas no ônbus e esse olho enorme em cima diz tudo.
Criatividade e criação é o que não lhe falta, gentileza também.

"Dare no tame to kangaezu zenkô o suru."( faça o bem sem olhar a quem)

ashiteru!

RP disse...

Guto, que história legal! Concordo com o que Larissa disse... É cada história que a gente pode contar. E a sua foi bonita. Ah, levarei ela para a aula de comunicação comunitária hoje, ok? É que a professora passou uma aula conversando com a gente sobre os acontecimentos dentro dos ônibus e pediu que a gente os observasse. Acho que a sua observação e reflexão foram muito boas.

Att,
Elvira - RP Acontece (vim aqui porque você foi lá!)

Ah... Tenho um blog pessoal... Se quiser conhecer:
www.expressodoppio.blogspot.com

Everton Santos disse...

Olá Augusto blz?
Parabéns pelo blog. Pelo visto você já seguiu uma das dicas do evento, né? hehehe
E te digo que está dando certo. Pois já achei o seu blog, tou comentando e visitarei constatemente. hehehe
Abraço

Augusto Leal disse...

Valeu Elvira,

Pode levar sim, as boas ações devem ser divulgadas. Passei em seu blog, muito legal o texto sobre marketing e terceiro setor. ja anotei a referência.

Everton,

Valeu velho, já estava percebendo que o caminho era esse mesmo. Parabéns pelo trabalho de vocês!

Grande abraço!

avessodoavesso disse...

ancioso pela peça(layout) final
...


abraços
>>

Gabriel Melo disse...

esse gutánnnn...
velhão, história bacana demais...me lembra muito um episódio lá no trabalho (vou tentar ser breve): o scanner ficava em minha mesa, embora eu fosse quem menos o utilizava... um belo dia eu estava bem atarefado e chegava a hora do almoço, de repente chega uma mulher de outro setor, eu não a conhecia e ela foi na minha mesa pedir um favor, scanear uma assinatura p ela, até aí tudo bem...mas ainda por cima ela pediu para editar, limpar...enfim, totalmente fora das minhas funções lá.
pois bem, fiz, apesar das ressalvas minhas, e do meu chefe, além dos risos contidos dos meus colegas sobre a mulher "folgada"... .após o favor, ela agradeceu e se foi.
algum tempo depois, um mês ou dois talvez...aparece a mesma mulher lá no setor..."caramba...lá vou eu scanear denovo" pensei, ela chega com pescoço levantado como se estivesse procurando alguém, me encontra e fala: "olha vc aí! vai lá embaixo no 1° andar pois tem um caruru, vai logo antes que acabe!"
chamei dois colegas e fui fazer um "lanchinho"...

bem, é um pouco mais rústico do que sua história rsrs, é só um testemunho, um atestado do que vc falou sobre fazer o bem.
é isso.

abração forte gután.

Augusto Leal disse...

É isso mesmo Gabánnnn...

Massa isso!

Não tem outro caminho não!

Grande abraço meu velho